domingo, 19 de julho de 2009

A primeira vez a gente nunca esquece!


É verdade, a primeira vez que beijei, que vi o meu amor, a primeira aula que dei, o primeiro bordado... tá esse eu confesso que não lembro direito, mas com certeza vou sempre lembrar a primeira vez que replantei uma orquídea. É essa da foto.


Gente, foi um ritual e tanto, vaso de barro que ganhei da minha amiga Dê, tijolo que busquei lá no Neco, fibra de côco que ganhei na Rosê. Tudo nos conformes como mandam as pesquisas que fiz. Estou realmente apaixonada pela possibilidade de ter a primeira orquídea florindo na minha casa. Tá, eu sei que isso pode demorar, mas de acordo com minha nova proposta de vida de viver o agora, estou curtindo muito esses momentos de contato com essas flores maravilhosas. Quando a primeira florir, tenho certeza que o sentimento será tão bom quanto foi esse de fazer meu primeiro replantio.


Namastê!

5 comentários:

Márcia "Lily" Reis disse...

Sem esse replantio, não haveria a flor do ano que vem!

beijão! ficou linda já!

Anônimo disse...

FAzia tempo que eu não entrava aqui, agora que coloquei a leitura em dia, tenho uma coisa pra te dizer...Tu tá te puxando heim!!Sempre tão ativa, inquieta, e procurando tuas verdades, e ajudando os outros a achar as suas.Beijos. Parabéns pelo replantio, Sucesso!

Mariza disse...

Esse anônimo sou eu: Mariza .(FIz alguma coisa errada)hehe

Maria disse...

Pois é Márcia, cuidar destas belas plantas é uma paixão. Gosto de todas, mas as orquídeas são especiais, é um prazer olhar para elas. Obrigada pela visita.
bjs

Anônimo disse...

Olha eu nem sei como agradecer,o que agradecer.Por tudo que essa pessoa maravilhosa ja me fez, em tudo que ela ja me ajudou, e não foram poucas vezes,pelos conselhos que sempre pude aproveitar em algum momento da minha vida. Eu não sei o que seria de mim se em todos os momentos de 'descontrole' que eu tivesse, ela não estaria lá pra me ajudar e pra me aconcelhar. E as conversas, nem sempre concordo com o que é dito nelas,mas eu sei que tudo o que tu me disse na última conversa foi pra me ajuda naquele momento de rebeldia, e nem tudo eu aceitei como consolo,e nem vou aceitar, porque é muito difícil aceitar esse tipo de coisa, mas sobre esse assunto eu boto nas mãos de Deus para ver o que ele quer fazer, tomara que seja um resultado muito bom pra todos nós. e a velha frase, "nós concerteza aprendemos algo com isso" Beijo